Sou terapeuta corporal, massoterapeuta e profissional de S.E. Atendo desde 2007 em espaço próprio, atendendo clientes que estejam apresentando algum tipo de dor musculoesquelética, em outras palavras, dores musculares crônicas ou agudas. Para tal, alio a Terapia por Massagem com a Experiência Somática (S.E). A massagem é voltada para a resolução e alívio de padrões de tensão e de dores musculares crônicas. Já a S.E é uma abordagem naturalista que trata dos sintomas do estresse pós-traumático.

As tensões musculares (sejam elas crônicas ou agudas) não ocorrem isoladamente em nosso corpo e não possuem uma única causa. Sintomas como respiração ofegante, batimentos cardíacos acelerados, pressão arterial alta, sensação de ‘frio’ na barriga (entre outros) são reações fisiológicas do nosso sistema nervoso simpático que costumam estar associados ao estresse e as chamadas dores miofasciais.

Toda tensão ou dor muscular/miofascial possui seus aspectos mecânicos e posturais. Porém, as questões psicossomáticas e psíquicas não podem ser ignoradas. Os sintomas citados no parágrafo anterior são respostas naturais (de ativação) do nosso corpo frente a situações extremas. Nestes momentos em que o mesmo se percebe sobrecarregado, nosso corpo tende a escolher entre três reações instintivas de sobrevivência: fuga, luta ou congelamento.

Por meio de uma terapia corporal e da conscientização destas reações e sensações (sensopercepção), é possível atenuá-las, fazendo com que o organismo descarregue a energia acumulada e entre novamente em equilíbrio. Para atingir este objetivo, é importante orientar o indivíduo a perceber em si próprio sensações físicas de relaxamento e expansão (características do sistema nervoso parassimpático) para, em seguida, rastrear sinais corporais de dor, ativação e estresse (sistema simpático), desde que os mesmos estejam em um nível tolerável.

A massoterapia, praticada com enfoque terapêutico e miofascial, pode se tornar um importante recurso para o alívio das disfunções musculoesqueléticas e das dores crônicas em geral. Todavia, aliviar a dor sem perceber o que a causa não resolve o círculo vicioso da mesma. Por trás das couraças musculares, hérnias de discos, lombalgias e desvios posturais há uma gama de sentimentos, comportamentos e crenças internas que mantêm a pessoa neste estado disfuncional. Por isto a importância de um trabalho de consciência/percepção corporal, somado as modalidades de massagem terapêutica, miofascial e esportiva.

O blog Masso & Ki Terapia possui uma série de artigos (e vídeos, em breve) relacionados a área de massoterapia (massagens) e de abordagens naturalistas e corporais. Caso queira receber estes conteúdos via email, clique aqui.

Marque o seu horário. Atendimentos de segunda a sábado.

 

Rogério Neves (Massoterapeuta, Terapeuta Corporal e Profissional de S.E)

Formação acadêmica:  

  • Graduado em Comunicação Social – jornalismo (Uni-BH).
  • Técnico em Massoterapia (Incisa/IMAM).

Atividades/certificados:

  • Participante do II Seminário Fluminense de Massoterapia – Busca pela Excelência e Colocação Profissional – em Niterói (RJ). (Maio de 2011).
  • Palestrante do I Encontro de Trabalhos Científicos de Escolas Técnicas de Massoterapia e Naturopatia, realizado na Secretaria Municipal de Educação em Niterói (RJ). Tema: Pontos Dolorosos X Pontos Ahshi (com certificado). (Dezembro de 2011).
  • Certificado do Curso de Massagem Desportiva (Espaço Saúde Suméia Mattar). (Julho de 2011).
  • Faixa marrom (1º Kyu) em Ki-Aikidô. (Junho de 2002 até 2013 – 2017 até atual).
  • Massoterapeuta no Cruzeiro Esporte Clube – sede campestre. (Fevereiro de 2011 até atual).
  • Participante do grupo de autoconhecimento “Uma nova abordagem sobre o trauma – Experiência Somática (S.E)”. (Dezembro de 1999 até atual).

Contatos:

  • Telefones: (31) 3495-2498/99749-2004 (whatsapp).
  • Email: contato@massoekiterapia.com.

Bairro Itapoã (Região da Pampulha) – Belo Horizonte (MG).

Meu perfil no LinkedIn: https://www.linkedin.com/in/rogerio-neves-336ba129?trk=nav_responsive_tab_profile

209x48-pagar-cinza-assina

Aceita-se pagamento em dinheiro, cartão de débito ou crédito.